Saiba quais são as 5 alergias mais comuns em crianças

A infância é uma fase de muitas descobertas. Enquanto as crianças brincam, conhecem lugares e descobrem sabores, o corpo pode entrar em contato com substâncias causadoras de alergias. Nessa situação, o organismo começa a reagir de maneira adversa, provocando espirros, coceiras, vermelhidão, inchaço, dificuldade respiratória e outros sintomas.

Esse quadro clínico, que causa muito desconforto, acontece porque o sistema imunológico ainda não está desenvolvido e apresenta maior probabilidade à hipersensibilidade natural. Nos casos em que os pais são portadores de alguma contrariedade, há mais chance de os filhos adquirirem o mesmo problema.

Neste post, você vai conhecer as principais alergias em crianças. Caso identifique alguma ocorrência, não se esqueça de consultar um pediatra, para receber as orientações necessárias. Confira!

1. Alergias respiratórias

As alergias respiratórias acometem grande parte da população brasileira e se manifestam como asma e rinite.

As crianças asmáticas têm brônquios pulmonares mais sensíveis. Eles tendem a se irritar na presença de alguns gatilhos, o que resulta em dificuldades respiratórias. Já a rinite é uma inflamação da mucosa nasal que obstrui as vias aéreas e provoca espirros, coceira no nariz, coriza e olhos lacrimejantes.

As duas enfermidades são causadas pelos mesmos alérgenos: poeira, mofo, pelos de animais, pólen, ácaros, fumaça e odores fortes. Portanto, se as crianças tiverem sensibilidade a algum desses estímulos, é preciso mantê-las crianças longe dele, para evitar o ataque.

2. Alergias alimentares

As reações alérgicas podem ser provocadas por diversos alimentos. O leite de vaca, por exemplo, é campeão em gerar respostas negativas no organismo infantil. Além dele, ovo, trigo, amendoim, peixe e soja também entram nessa lista.

Os sintomas mais comuns são vômito, diarreia, erupções cutâneas e mal-estar aparente até duas horas depois da ingestão do alimento.

3. Alergias de contato

O contato com produtos de higiene pessoal ou até mesmo tecidos sintéticos pode causar alergias em crianças.

Quando exposta a esses alérgenos, a pele sensível fica propensa a vermelhidão, coceira e descamação. Caso o incômodo seja frequente, a epiderme pode ser lesionada em consequência do atrito das unhas.

Por esse motivo, os pais devem tentar descobrir as causas da alergia, que pode ser proveniente do uso de uma alguma roupa, xampu, sabonete e outros cosméticos.

4. Alergia à picada de insetos

Abelhas, formigas, marimbondos e pernilongos são insetos causadores de alergias em crianças. Provavelmente, se for o caso, segundos depois de levar uma picada, elas vão ficar com a pele empolada, vermelha e com muita coceira.

5. Alergias oculares

As alergias oculares são as irritações que atingem os olhos e as pálpebras. A sua incidência é bastante comum em indivíduos que apresentam alergias respiratórias.

Poeira, fumaça, produtos de beleza, substâncias químicas, pelos e outros elementos são responsáveis pelo incômodo nos olhos. Após o contato com essas substâncias, os órgãos da visão podem coçar, ficar avermelhados, inchados e lacrimejantes.

Infelizmente, as alergias em crianças são doenças crônicas, ou seja, não existe cura. Contudo, existem vacinas e medicamentos que são indicados para controlar e diminuir as reações causadas por rinite, asma, picadas e demais contrariedades. Consulte um médico e veja qual é o melhor tratamento para o seu filho.

Sabemos que toda mãe é preocupada com a saúde dos seus pequenos. Então, aproveite e veja como reconhecer os tecidos que podem desencadear reações alérgicas!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezenove =