Saúde: 5 dicas de alimentação saudável para seus filhos

Nós, pais, estamos sempre preocupados com o desenvolvimento de nossos filhos. Por isso, é importante implementar algumas dicas de alimentação saudável desde cedo na criação dos pequenos.

Conheça a importância de um bom hábito alimentar e garanta para seus filhos um crescimento muito mais saudável!

A importância de hábitos alimentares saudáveis

Hábitos alimentares saudáveis influenciam em melhores condições físicas, mentais e sociais na vida dos pequenos.

Quando a criança alimenta-se de forma adequada, ela aprende desde cedo a importância da variedade e da qualidade na alimentação, o que reflete em um organismo mais saudável e evita doenças como obesidade, diabetes, hipertensão e câncer, entre outras.

Além de fazer bem para o organismo, uma criança que se alimenta adequadamente interage melhor socialmente e possui maior capacidade para memorizar, aprender e manter-se concentrada.

Embora todos os ambientes contribuam para o ensino de hábitos saudáveis na alimentação (como escola, casa dos amigos e outros), é imprescindível que a criança aprenda desde cedo, em casa, a se alimentar adequadamente.

É por esse motivo que os pais representam o primeiro motivador para seus filhos na busca de uma alimentação correta e são referências para a criação de bons hábitos. Veja, a seguir, 5 dicas de alimentação saudável para os pequenos:

Como manter uma alimentação saudável para os filhos

1. Incentivar ingestão de alimentos naturais

De acordo com o Ministério da Saúde, a partir dos seis meses de idade já é recomendável a introdução de alimentos sólidos — frutas e sopas — para complementar a alimentação com o leite materno.

Sendo essa a recomendação do pediatra, é possível estimular uma alimentação saudável dentro de casa.

Refeições naturais tornam-se essenciais para bons hábitos alimentares. Por isso, evite alimentos industrializados (como sopas prontas) e procure variar os pratos, introduzindo legumes e frutas diferentes na alimentação.

Alguns alimentos podem causar dúvidas em relação aos seus benefícios. A dica é sempre optar pela alternativa mais saudável. Veja:

Manteiga ou margarina?

A margarina é um alimento ultraprocessado e a manteiga, apesar de ser um produto extraído de alimento in natura, deve ser utilizada em pequenas quantidades nas preparações culinárias;

Leite integral ou desnatado?

As versões desnatadas ou semidesnatadas são indicadas para adultos. O leite fresco, pasteurizado, UHT e seus derivados (coalhadas e iogurtes sem adição de açúcar, adoçantes ou aditivos) são alimentos minimamente processados e, por isso, representam a opção mais saudável para crianças;

Crianças podem comer frutos do mar?

O peixe pode ser oferecido para crianças a partir dos seis meses de idade. Outros frutos do mar devem ter recomendação médica antes de serem introduzidos, pois podem estar associados a alergias;

Açúcar ou adoçantes artificiais?

A não ser com recomendação médica, a utilização de produtos adoçados artificialmente deve ser evitada. Da mesma maneira, crianças devem evitar consumir açúcar, desenvolvendo hábitos alimentares mais saudáveis durante a infância e na idade adulta.

2. Manter bom hábito alimentar

Bons hábitos alimentares estão ligados não somente à qualidade dos alimentos ingeridos, mas também à rotina alimentar.

Os pais devem respeitar os horários das refeições e, para isso, é interessante que todos se alimentem juntos, sentados à mesa e sem distrações (televisão, música, brincadeiras etc).

Além de desenvolver uma rotina de alimentação, a criança percebe-se inserida nos hábitos familiares, o que traz benefícios também em relação à interação da família.

3. Saber lidar com as limitações

Os pais devem impor limites em relação à alimentação. Nos dias atuais, é compreensível que, mesmo tentando manter hábitos saudáveis na alimentação, hora ou outra a criança vai se deparar com alimentos considerados ruins para a saúde.

O ideal é saber impor limites. E isso pode ser feito de várias maneiras, como:

  • evitar a ingestão de refrigerantes durante a semana: nas refeições semanais, o ideal é substituir o refrigerante por sucos naturais ou água;

  • preparar lanches para as refeições na escola, substituindo biscoitos por frutas, cereais ou sanduíches naturais;

  • substituir balas, chocolates e bolos com cobertura por salada de frutas, geleias de frutas, mix de castanhas, chips caseiros de maçã etc.

Em resumo: a criança deve perceber que alimentos como refrigerantes, doces e processados podem ser ingeridos, desde que com equilíbrio e durante momentos especiais (aos finais de semana, durante as festas, entre outros).

4. Manter higiene adequada

Outra importante medida para manter uma alimentação saudável é a higiene, tanto para evitar a toxinfecção alimentar como para ensinar as regras de bons hábitos alimentares.

Para isso, é importante que a criança ajude na preparação dos pratos e seja estimulada a manter a higiene adequada neste momento.

Além de adquirir hábitos mais saudáveis, ela aprende a comer melhor, a trabalhar em equipe e a desenvolver a coordenação motora e a criatividade, entre outros fatores.

 alimentos-infantis-saudaveis5. Estimular uma alimentação saudável em festas

Durante as festas infantis, é ainda mais difícil fugir dos alimentos não saudáveis.

Se a criança tiver uma rotina alimentar saudável já estabelecida, no entanto, as festas não serão um fator tão impactante.

Ainda assim, algumas dicas podem ser aproveitadas durante as festas para estimular melhores hábitos na alimentação dos baixinhos. Veja:

  • substituir doces por frutas e doces caseiros (como geleias, sorvetes naturais etc);

  • oferecer sucos naturais ou geladinhos (sacolé ou chup-chup) de suco de frutas no lugar de refrigerantes e sucos industrializados;

  • fazer palitinhos de legumes (cenoura, palmito, pepino) com molhos de queijo, tomate seco ou outros com base de iogurte;

  • oferecer frios cortados em formatos criativos (coraçõezinhos, bichinhos etc);

  • fazer espetinhos de tomate, mussarela, ovos de codorna e manjericão;

  • fazer espetinhos de frutas variadas (uva, morango, banana, kiwi, framboesa) ou colocar em casquinhas de sorvete para deixar ainda mais divertido;festa-infantil-saudavel

  • servir taças de iogurte com confeitos coloridos para atrair a criançada;

  • fazer sanduíches naturais (bisnaguinha com patê de frango, tomates, alface etc);

  • fazer pizzas com recheios mais saudáveis (massa integral ou wrap com molho de tomate caseiro e recheio utilizando queijo, manjericão, frango, rúcula, iogurte grego, atum, espinafre etc);

  • servir milho verde em pedaços;

  • fazer canapés naturais, com pães integrais ou caseiros.

Existem diversas opções de alimentação saudável para crianças e, certamente, todas elas farão com que seu filho aprenda a comer melhor, garantindo benefícios à sua saúde e uma melhor qualidade de vida.

Por isso, implemente-as no seu dia a dia e garanta um desenvolvimento ideal para seu pequeno! Gostou das nossas dicas de alimentação saudável? Não se esqueça de deixar um comentário!

loja-virtual-vestido-infantil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + oito =